Quarta-feira, 1 de Abril de 2009

CÁ TEMOS A CRISE, esperada!

 


Os desmandos que referimos nos posts:

 

- Um País para rir - Março de 2008

- Alerta aos patriotas - Fevereiro de 2008

previam a escandaleira a que hoje assistimos.

 

.

Por muito que nos esforcemos por entender a CRISE, não conseguimos sair do cíclo vicioso da "má gestão", "gestão danosa" e da "gestão fraudulenta". 

E quem são os gestores? Ora aí estão: antigos ministros, secretários de estado, acessores dos governos, mandatários dos partidos que dividem o governo, agentes da Opus-Dei e da Maçonaria e seus correligionários. 

Desviaram muitos milhões para benefício próprio e dos amigos.

Quantos vão responder pelos danos causados à sociedade e aos portugueses?

Que fazem os governantes, seus apaniguados? Desviam o dinheiro dos fundos sociais, que tanta falta faz aos carenciados, e injectam-no nos bancos e empresas para tapar os "buracos" financeiros.  

Por ser oportuno, não posso deixar de transcrever parte dum artigo do zeloso advogado António Vilar, publicado na "Vida Económica":

..

"A CRISE NÃO PODE EXPLICAR TUDO

.

Portugal está invadido pela corrupção.

Corrupção económica e financeira, mas, sobretudo, grave corrupção de carácter dos portugueses que têm algum poder sobre o nosso destino colectivo.

A crise financeira, económica e social que se entranhou no nosso quotidiano, ainda que com a amplitude universal, tem sido, também, um maná caído dos céus para ajudar à sobrevivência de muitos inúteis tanto quanto, também, à gananciosa reprodução de riqueza de alguns oportunistas sem escrúpulos neste nosso país desajeitado, sem lei nem rei.

.....................

A crise parace, de facto, servir para explicar tudo e tudo justificar.

Explica a pesporrência e a bazófia de muitos detentores do poder, no Governo, nas autarquias e na administração pública em geral, que através da crise disfarçam a sua ignorância e a sua falta de alma de estadistas, senão o seu carácter corrupto.

Explica o egoísmo de muitos empresários que, sem sensibilidade social, varrem, hoje, as empresas de todos os empregados que não deixem lá ficar, com a sua prestação laboral, o seu sangue, suor e lágrimas em benefício exclusivo de lucros exorbitantes para as empresas e salários de luxo para eles, escondidos, muitas vezes, nas famigeradas "off-shore".

 

Mas a crise não pode explicar tudo e, sobretudo, não deveria premiar actos ilícitos passados, tanto quanto crimes ainda actuais, nomeadmente no domínio das finanças e da economia. E tal está a acontecer!

..........

Investigar é um perigo e castigar seria uma proeza a que poucos estão dispostos.

Quem não está preso pela necessidade está acorrentado pelo medo.

Esta é a nossa triste sina... e os outros que paguem a crise.

......."

 

 

 

 

 


 

publicado por: Joaquim Coelho Joscoelho às 17:48
link do post | comentar | favorito
|

Ver perfil

pesquisar

 

Janeiro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


posts recentes

LEI DAS RENDAS - Alteraçõ...

CÓDIGO PROCESSO CIVIL-ALT...

REFORMAS-Condições para s...

BOAS FESTAS

CÓDIGO DA ESTRADA - Alter...

RECEITAS MÉDICAS

Guerras Ultramarinas - Le...

DECLARAÇÕES DE IRS 2010 -...

BOAS FESTAS

RENDAS - Actualização 201...

BOLSAS de ESTUDO - Ensino...

Acidentes EVITÁVEIS

Serviços Públicos Essenci...

PERDAS na Segurança Socia...

ENGANOS

arquivos

tags

todas as tags

links

Bem-vindo

Bem Vindo: 4

Recados Animados de Boas Vindas

blogs SAPO

subscrever feeds